Páginas

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Amar(go).


Dizem que opostos se atraem e os dispostos se repelem.
Eu digo que os (in)comuns se completam.
Salgado, doce. Doce, amar, amargo.
É como no amor. Não são apenas flores.  
Ao pé da letra ou nas entrelinhas.
Tá no amargo. Tá no amor.
Tá na gente. A gente é que não vê.

2 comentários:

  1. amor = dor
    faz parte.

    ResponderExcluir
  2. Não acredito muito nessa filosofia. Ou sei lá.
    Amor é sinônimo de dor. Não sei se é assim que funciona. Tô tentando aprender! :(

    ResponderExcluir

palavras não ditas: